Adolescente é atropelada e tem rosto cortado por carrocelas que faziam ‘zigue-zague’ em ciclovia no litoral de SP | Santos e Região

Uma adolescente de 14 anos foi atropelada por carrocelas enquanto andava de patins pela ciclovia de Praia Grande, no litoral de São Paulo. A jovem sofreu ferimentos na face, principalmente na região da boca e do maxilar, e está se recuperando em casa.

A mãe da vítima, Yara Barros, de 42 anos, relatou ao g1 nesta sexta-feira (14) que a menina voltava de uma aula de patins pela ciclovia da avenida da praia, quando, no trecho do bairro Aviação, foi atropelada por duas carrocelas, que estavam interligadas.

Nataly contou à mãe que seguia pela via quando os dois veículos vieram na direção contrária, em alta velocidade. Jovens dirigiam as carrocelas em “zigue-zague”, e não conseguiram controlar os veículos ao passarem por uma curva.

“Estavam indo rápido pela ciclovia, em zigue-zague, mas não deram conta na curva, e um deles tombou. O problema [do aumento de pessoas usando o equipamento] é o mau uso, a irresponsabilidade”, disse a mãe.

Nataly foi ferida no rosto durante acidente com carrocelas em ciclovia de Praia Grande, SP — Foto: Arquivo pessoal

O veículo que vinha à frente tombou, e o de trás colidiu contra a traseira do primeiro. A jovem de patins foi atingida por um desses veículos no rosto. Com o impacto, os óculos dela chegaram a ser arremessados para longe.

Segundo o relato da jovem, os condutores pararam para prestar socorro, mas ela dispensou e ligou para a mãe, pedindo para buscá-la. Quando Yara chegou ao local, Nataly estava sentada no chão, com o rosto machucado.

A mãe a levou para uma farmácia, onde comprou remédios e pomadas para cuidar dos ferimentos em casa. No entanto, nesta quinta-feira (13), Nataly amanheceu vomitando bastante, segundo Yara. “Não sei se foi por causa do nervoso ou se [o veículo] atingiu ela em outro lugar”, disse.

Carrocelas são veículos similares a triciclos, mas têm mais de três aros. O uso no município é regulamentado desde 2017, pela Lei Municipal 1.869/2017. A normativa dispõe não somente sobre o uso, mas também o aluguel destes modelos de veículos.

Yara aponta que, durante a temporada de verão, quando milhares de turistas vão a Praia Grande, o número de veículos do tipo pelas ciclovias aumenta. “Mas isso não é problema. O problema é o mau uso. O pessoal anda em uma velocidade muito grande”.

Carrocelas são veículos regulamentados em Praia Grande, SP — Foto: Reprodução

Dentre as características físicas, o veículo precisa ter campainha, sinalização noturna dianteira e traseira, espelho retrovisor do lado esquerdo e direito, não pode exceder 1,05 m de largura de cada faixa existente na ciclovia, bem como possuir comprimento máximo de 4 m, incluindo nesse limite o conjunto de veículos engatados.

Os veículos locados somente poderão transitar pela ciclovia da orla (Avenida Presidente Castelo Branco), e não podem ficar estacionados em vias públicas ou sobre calçadas, devendo ficar expostos na área específica destinada ao comércio.

O não cumprimento da lei será considerado como infração, sujeitando a pessoa jurídica proprietária da carrocela à apreensão do veículo e multa.

VÍDEOS: As notícias mais vistas do g1


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar