Adolescente de SP vira ‘lenda’ ao resolver 32 diferentes cubos mágicos; VÍDEO | Santos e Região

Nem todo cubo tem seis faces e alguns nem geométricos são. A jovem Maria Clara Rodrigues Garola Lima, de 14 anos, mora em Santos, no litoral de São Paulo, e descobriu a paixão pelos cubos no começo da pandemia. Hoje, ela tem 32 cubos de diferentes tamanhos, faces e formatos e acumula conhecimentos para resolver todos eles.

Ao g1, a fotógrafa e mãe da adolescente, Rita Rodrigues Garola, de 47 anos, disse que a jovem sempre foi agitada e a pandemia a deixou ansiosa. Em busca de passatempos, Maria Clara descobriu o mundo dos cubos mágicos na internet e logo se interessou pelo assunto. Ela começou treinando com o tradicional 3×3, que é geométrico e tem seis faces.

Aos poucos, a adolescente aumentou os níveis de dificuldade e passou a treinar soluções de outros cubos, como o 2×2, o pyraminx [que tem formato de pirâmide] e o skewb [que tem formato de cubo, mas as peças variam nos formatos de triângulo e losango].

Cubista Maria Clara tem 32 cubos de diferentes formatos, tamanhos e complexidades — Foto: Arquivo Pessoal/Rita Garola

Dentre os 32 cubos mágicos que a jovem tem hoje, alguns são em formato de relógio, enquanto outros têm 12 faces ou somam mais de 300 peças. Ela garante conseguir resolver todos eles, mas, cada um deles, em seu tempo.

Em média, o cubo 2×2 é resolvido em 3 segundos, o 3×3 é decifrado em algo em torno de 20 segundos e o pyraminx fica organizado em 9 segundos. “Tem gente mais rápida que ela, porque tem recordes mundiais. Mas toda vez que ela bate seu tempo, ela busca conseguir fazer cada vez mais rápido”, conta a mãe.

Ao g1, Maria Clara contou que para resolver os cubos é necessário entender como cada um funciona, para reconhecer possíveis padrões das faces embaralhadas e saber como resolver cada uma delas. Isso demanda boa memória para observar o cubo embaralhado e, em poucos segundos, saber os movimentos para solucioná-lo, além de treinamento para executar os movimentos de forma rápida.

Aos 14 anos, Maria Clara tem mais de 30 cubos mágicos e sabe decifrar todos eles — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Rita disse que a filha chama atenção pela agilidade que ela tem para resolver cubos mágicos. Por isso, ela já participou de alguns campeonatos e foi convidada para, no fim deste mês, participar do Campeonato Sul-Americano nos dias 22, 23 e 24 de julho.

A jovem cubista vai disputar oito modalidades no Campeonato Sul-Americano, algumas utilizando apenas uma das mãos. Ela disputará com cubos 2×2, 3×3, 4×4 e 5×5, além do pyraminx e o skewb. A família busca uma renda extra para custear a hospedagem e alimentação na viagem para o campeonato, que acontece em Brasília.

Pensando nisso, criaram uma conta nas redes sociais para compartilhar os avanços nas soluções de cubos mágicos, além de campanhas para ajudar nos custos para campeonatos que não sejam em Santos. O objetivo é arrecadar fundos para conseguir disputar os campeonatos e conquistar tempos cada vez melhores.

Perfil no Instagram compartilha campanhas para arrecadar fundos para custear a ida a campeonatos — Foto: Reprodução/Redes Sociais/@maria_cubista

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos


Fonte Original

Compartilhar
Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
EnglishPortugueseSpanish
Fechar
Fechar